Governo quer usar Correios para acelerar cadastramento de auxílio emergencial

Sexta 08 Mai 2020 - 08h37




Governo quer usar Correios para acelerar cadastramento de auxílio emergencial

O governo decidiu fechar um acordo para que as agências dos Correios façam o cadastro de pessoas que queiram receber o auxílio emergencial de R$ 600. Embora o ministro da Cidadania, Onys Lorenzoni, tenha afirmado a congressistas, nesta quinta-feira (7), que as filas para sacar o benefício “estão em pontos residuais” do país, os trabalhadores informais do Brasil têm relatado esperas de horas.

Segundo o ministro, a demora no atendimento já “estão sendo resolvidas”. Deputados, no entanto, insistiram que as filas têm representação grande. O ministro informou, então, que está tentando um acordo com os Correios para que a estatal atue no registro dos beneficiários e verificação de dados.

“Exatamente para facilitar e ajudar as pessoas a fazerem o cadastramento, revisar os dados que não estão corretos”, afirmou o ministro sobre o papel dos Correios. De acordo com o governo, até a semana passada mais de 97 milhões de brasileiros já haviam se cadastrado. Do total, 50 milhões foram considerados aptos.

 

Fonte - Bahia.Ba